Ex-prefeito e empresário são condenados a três anos de prisão | Portal Jurídico Investidura - Direito

Ex-prefeito e empresário são condenados a três anos de prisão

Eles foram acusados pelo MPF de desvio de recursos públicos destinados a obras de saneamento e abastecimento de água

12/11/2012


Passos. O ex-prefeito de Conceição da Aparecida, Adenilson Nascimento Ferreira, foi condenado a três anos e seis meses de prisão em regime aberto. O empresário Edson Fernando Maciel Tavares, sócio-proprietário da empresa Pavidez Engenharia Ltda, recebeu a mesma pena.

A pena de prisão, contudo, foi convertida em restritiva de direito: os réus deverão doar, cada um, mais de 40 salários-mínimos, em dinheiro, a uma entidade assistencial. Foi decretada também a inabilitação de ambos para o exercício de cargo ou função pública por cinco anos.

A sentença foi proferida pela Justiça Federal de Passos na Ação Penal nº 2006.38.04.000351-3. O ex-prefeito e o empresário foram denunciados em 2006 pelo Ministério Público Federal (MPF) por desvio e apropriação de recursos públicos, crime previsto no artigo 1º, inciso I, do Decreto-Lei 201/67.

Os recursos originaram-se de convênio firmado com o Ministério do Planejamento e Orçamento, para a execução do Programa de Ação Social em Saneamento, destinado à construção de rede de esgoto e de abastecimento de água na zona rural do Município de Conceição da Aparecida.

A empresa vencedora da licitação promovida pela Prefeitura foi a Pavidez Engenharia Ltda, com proposta no valor de R$ 59.895,24.

Segundo a denúncia do MPF, além do superfaturamento da obra, que foi também drasticamente reduzida em relação ao Plano de Trabalho, os acusados teriam praticado várias outras irregularidades, como aquisição de material e contratação de mão de obra pela Prefeitura quando deveriam ser totalmente fornecidas pela empresa e expedição de nota de saída de materiais após a conclusão da obra.

Para o juízo federal de Passos, o ex-prefeito, junto com o dono da empresa, “orquestrou procedimento licitatório fraudulento, mediante contratação de obra superfaturada, apropriando-se das cifras remanescentes”.

A título de reparação do dano causado aos cofres públicos, foi determinada a devolução de R$ 21.450,00 referentes ao custo dos serviços previstos no Plano de Trabalho que não foram executados.


Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Minas Gerais
Tel.: (31) 2123.9008
No twitter: mpf_mg





Fonte: MPF/MG
Seção: Notícias
Categoria: MPF/MG

Como referenciar este conteúdo

NOTíCIAS,. Ex-prefeito e empresário são condenados a três anos de prisão. Portal Jurídico Investidura, Florianópolis/SC, 13 Nov. 2012. Disponível em: www.investidura.com.br/noticias/338-mpfmg/278995-ex-prefeito-e-empresario-sao-condenados-a-tres-anos-de-prisao. Acesso em: 30 Out. 2020

 

Receba nossos e-mails e infoprodutos jurídicos

 

 

ENVIE SEU ARTIGO